As extensões não estragam o cabelo e não provocam dor a colocar ou a tirar, desde que sejam respeitados 5 pontos muito importantes:
1. A extensão não pode estar selada a repuxar os fios de cabelo;
2. Não pode ter queratina a mais. É preferível até ter a menos e, se sair alguma extensão, ser recolocada de novo;
3. O peso da extensão não pode exceder o peso dos cabelos que a suportam. No caso de cabelos finos é necessário fazer mini-mechas ou utilizar ¼ de extensão em cada mecha;
4. Alguns meses após a colocação das extensões, é natural sentir fios do couro cabeludo soltos e que estes formem pequenas “rastinhas”. Estes fios são consequência da queda natural diária. Só uma técnica com muita experiência e formação adequada tem competências para conseguir desfazer essas rastinhas, sem repuxar o couro cabeludo;
5. Caso tenha excesso de queda, deverá fazer a manutenção de 2 em 2 meses, pois as extensões poderão ficar suportadas por pouco cabelo.